Ao levar em consideração que a economia de água pode ser feita por meio de um programa de reuso e conservação de água bem sucedido, resultando assim em conservação de energia, menor produção de esgoto sanitário e na proteção dos mananciais de água, um projeto de reuso de água residencial pode ser definido como uma ação que possa:

  • reduzir a quantidade de água extraída em fontes de suprimento;
  • reduzir o consumo de água;
  • reduzir o desperdício de água;
  • aumentar a eficiência do uso de água; e
  • aumentar a reciclagem e o reuso de água.

O uso de águas residuárias não é um conceito novo. Sabe que a sua prática iniciou na Grécia Antiga, especialmente, com a disposição de esgotos e de seu uso na irrigação.

De lá pra cá, a preocupação continua em razão da demanda crescente por água. Hoje o reuso é um tema atual e de grande importância.

Reuso de Água: Norma Técnica ABNT/NBR

A Norma da ABNT NBR 13969:1997 tem como intenção proporcionar alternativas de procedimentos técnicos para o projeto, construção e operação de unidades de tratamento complementar e disposição final dos efluentes líquidos de tanque séptico, dentro do sistema de tanque séptico para o tratamento local de esgotos.

Tais alternativas devem ser selecionadas de acordo com as necessidades e condições locais onde é implantado o sistema de tratamento, não havendo restrições quanto à capacidade de tratamento das unidades.

Conforme as necessidades locais, essas alternativas podem ser usadas entre si para atender à legalidade ou à efetiva proteção do manancial hídrico, sempre ao critério do órgão fiscalizador.

Quais são os tipos de reuso de água?

O crescimento populacional e as alterações climáticas aceleram a redução da disponibilidade de água em determinadas regiões do país.

Como uma boa prática, pode ser feito o reuso da água, ao contrário de descartá-la.

Para tanto, é importante obedecer à Resolução 54, de 2005, publicada pelo Conselho Nacional de Recursos Hídricos – CNRH, que visa estabelecer os critérios gerais para a prática de reuso de água não potável. De maneira que ficou definido que a água pode ser reutilizada de cinco formas diferentes. São elas, o reuso da água para fins

  • urbanos;
  • agrícolas e florestais;
  • ambientais;
  • industriais; e
  • na aquicultura.

Quais são as desvantagens do reuso de água?

Apesar de o reuso ser uma forma importante para controle e economia de água, existem alguns inconvenientes como,

variação da intensidade pluviométrica;

ajuste das taxas de cobrança de água tratada, em razão do uso da água da chuva, especialmente, por causa da redução de seu consumo e, também, a necessidade de cobrança do órgão, aqui em Belo Horizonte, a COPASA;

  • dificuldade com a manutenção, principalmente para o usuário;
  • riscos de acidentes;
  • ausência de normalização e informações no código de obras; e
  • ausência  de reconhecimento por parte do setor público.

A Natú ciente de todas essas questões tem como prioridade usar as melhores tecnologias  para aproveitamento e reuso de água, a fim de contribuir com o seu uso racional, proporcionando assim a conservação dos recursos hídricos, principalmente, para as futuras gerações.

  • Orçamentos grátis e com segurança
  • Empresas rigorosamente avaliadas
  • Encontre o melhor preço e disponibilidade para lhe atender
  • Negociações com dinamismo, simplicidade e rapidez

Solicitar um orçamento